Imprensa
Segunda-feira, 30 de Setembro de 2019, 09h:21

caravana

Sindspen agradece a participação dos guerreiros imbuídos na luta pela PEC da Polícia Penal

Jacira Maria da Costa

Assessoria

Uma vez mais os servidores penitenciários/MT, unidos a outros de diversos Estados do Brasil, estiveram em caravana à Brasília para dar mais um passo rumo à aprovação da PEC 372/2017 da Polícia Penal. Desde que ela entrou na câmara, esta foi à primeira vez que ela esteve na pré-pauta e poderia resultar no início do processo de aprovação, já que todo Processo Legislativo demanda procedimentos regimentais específicos e temos de respeitar esse funcionamento.

Tentamos dar atenção a todos colocar todos pra dentro, acalmar ânimos exaltados e abordar os deputados, principalmente, os deputados federais de Mato Grosso. Infelizmente, o que queremos é diferente da dinâmica da Casa Legislativa, que a qualquer momento altera a pauta e deixa um sentimento de desânimo. É nesse momento que devemos buscar forças e auto estímulo para continuar essa jornada, porque ela é segura, real e a cada dia está mais próxima.

Não foi dessa vez, mas vocês conseguiram sentir um pouquinho da tensão que pode gerar resultado desastroso a todo trabalho realizado ao longo de, aproximadamente  18 anos, mas por outro viés foi muito importante a atenção e sensibilidade  dispensada às caravanas de MT e RJ por parte do deputado Léo Moraes (Relator da PEC 372). Ele trouxe seu reconhecimento aos abnegados servidores que dependem de sua determinação, e dar um RG a mais de 100 mil servidores anônimos!

A busca por nosso objetivo demanda paciência, persistência e autocontrole, porque uma palavra ou frase mal colocada pode colocar todos esses servidores penitenciários a amargar danosa derrota. É importante lembrar que várias etapas já foram cumpridas, este momento requer cautela e continuar trabalhando no convencimento aos deputados, de forma presencial ou por e-mail.

Queremos agradecer por nossos irmãos (ãs) de Mato Grosso, que estiveram todos esses anos no front da batalha e lembra-los que: Guerreiros falam pouco, porque gastam seu tempo lutando; Guerreiros não reclamam, porque suportam as intempéries caladas; Guerreiros não mandam, eles mesmos fazem; Guerreiros acreditam quando ninguém espera mais nada; Guerreiros se mostram agindo, nunca gastando palavras vãs; Guerreiros estão sempre do seu lado, mesmo que não os vejam; Guerreiros são escudos e protegem seus Irmãos, acima de tudo, Guerreiros são humildes e Não desistem jamais.

Espero que vocês tenham trazido ótimas notícias aos colegas de Mato Grosso, mostrem que a luta está valendo a pena, em breve vamos colher ótimos frutos e partir para próxima etapa que é a regulamentação, em Lei Complementar Federal, pois, aos vencedores cabe a Vitória!

 Obrigada Guerreiros (as)!!!

Comentários









COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.