Cuiabá, 16 de Agosto de 2018
Sindspen-MT

Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso

}

Sábado, 04 de Agosto de 2018, 15h:27

Tamanho do texto A - A+

Penitenciária Mata Grande inaugura a segunda panificadora do sistema penitenciário de MT

Por: Assessoria Imprensa Sindspen

A Penitenciária Regional Major PM Eldo de Sá Corrêa “Mata Grande” inaugurou ontem (03.08) uma panificadora escola dentro da unidade, que faz parte do Projeto Alvorada, que visa à reinserção social por meio da capacitação profissional.

Participaram da cerimônia de inauguração os diretores do Sindspen/MT, Maria Helena e Jorge Moraes, representantes da Sejudh, da OAB, PM e Judiciário.

A obra contou com recursos da cantina da Associação dos Servidores, para construção do espaço e compra dos utensílios, e verba do Depen para aquisição dos maquinários.

Com uma estruturada totalmente higienizada a padaria possui equipamentos novos e modernos, entre os disponíveis estão modeladora de pães, cilindro, moedor de carne, duas masseira, batedeira industrial e dois armário para crescimento de pães, entre outros. Um espaço amplo e bem iluminado para que os recuperandos trabalhem dignamente.

 “Com o intuito de ressocializar, utilizamos a premissa da educação e qualificação para o trabalho. E nesse meio termo também com o benefício da remição de pena e remuneração o recuperando com bom comportamento pode diminuir sua pena e ter uma renda para ajudar seus familiares”, destacou o Diretor da Mata Grande, Ailton Ferreira.

O curso é oferecido pelo Secitec através da Escola Técnica de Rondonópolis em parceria com o Pronatec Prisional, que vai atender 20 custodiados, com uma carga horária de 200 horas, aulas práticas e teóricas, onde serão ensinadas técnicas de panificação básica e comercial, posterior eles vão aprender receitas simples e elaboradas, como por exemplo, produtos para congelar.

“Esse trabalho de panificação vai auxiliar os custodiados na sua recuperação e reinserção deles na sociedade, já que está profissão exige qualificação, eles sairão daqui capacitados e prontos para atuar no mercado”, salientou o professor e chefe de cozinha com especialização em panificação e fermentação natural, Luiz Lima.

De acordo com o Professor do curso a panificadora vem para suprir as necessidades da própria unidade, onde os pães serão consumidos pelos apenados e servidores. Os produtos produzidos também serão vendidos na cantina, onde uma parte dos recursos arrecadados serão destinados para os recuperandos e outra para manutenção dos maquinários da padaria e da unidade prisional.

Os agentes penitenciários Emmanuel Carlos Rodrigues e Maria Leite da Silva Neves são os responsáveis pela implantação desse projeto dentro da Mata Grande, eles são coordenadores da produção.

Para Emmanuel Carlos é gratificante proporcionar essa oportunidade de capacitação para os reedudandos. “A grande maioria deles não tem nem o ensino fundamental, então além deles saírem daqui alfabetizados também sairão qualificados para se inserir no ramo de panificação”, Frisou o responsável pela produção.

“É de suma importância desenvolver esse trabalho com os recuperandos, para que eles possam ocupar o tempo ocioso, para estarem se capacitando, para humanizar mais o sistema penitenciário e ajudar eles saírem da penitenciária melhor do que quando entraram. Estamos nessa luta com total apoio da direção da unidade que nos dá abertura para desenvolver esse trabalho”, ressaltou a responsável pela produção, Maria Leite.

Além da panificadora, na oportunidade também foi apresentado o ateliê de costura que já está funcionando há 15 dias, onde 20 custodiados estão aprendendo as primeiras noções de corte e costura.

Os Diretores do Sindspen/MT, Maria Helena e Jorge Moraes parabenizam todos os envolvidos nesse grandioso projeto, que preza a ressocialização do apenado.

Permutas
Publicações
pdf-porte de armas.pdf
Data: 2016-08-22 08:57:01
Arquivo: pdf

pdf-sample (1).pdf
Data: 2015-08-15 16:06:46
Arquivo: pdf