Imprensa
Quinta-feira, 30 de Maio de 2019, 16h:26

Nota de apoio à greve dos (as) Profissionais da Educação de Mato Grosso

Diretoria Sindspen-MT

Assessoria Sindspen-MT

apoio

 

O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato (Sindspen-MT) , em sua atual gestão, vem publicamente manifestar sua solidariedade e total apoio aos, aproximadamente, 40 mil  Profissionais da Educação de Mato Grosso que se encontram em greve por condições justas de trabalho e ensino.  

Entre as pautas de reivindicação está o chamamento de concursados, cumprimento da Lei nº 510/2013 e pagamento dos restos a pagar da RGA de 2018, para assegurar a Lei da dobra do poder de compra dos profissionais da Educação.  

Enfatizamos que a política salarial dos educadores foi conquistada com muita luta e agora, além da pauta salarial, que também é uma pauta de outras categorias, inclusive  nossa, os servidores ainda reivindicam melhorias para o setor da Educação e lembrando que a Educação e a Saúde foram  os primeiros setores defendidos na campanha eleitoral de 2018, sendo inclusive defendida pelo atual Governador, Mauro Mendes.  

Consideramos a luta empreendida pelos valorosos educadores muito  justa, visto que a precarização da infraestrutura em algumas escolas é alarmante e desumana, assim como do Sistema Penitenciário.  

Apoiamos a luta do setor da Educação, principalmente, por que a atual gestão estadual, como forma de punir a luta dos (as) servidores (as), ameaça cortar ponto em desrespeito às legislações que lhes concederam os citados direitos.  

Queremos ressaltar que a atitude do gestor vai na contramão do fortalecimento da Educação Pública e na constituição de uma sociedade cumpridora das leis vigentes, igualitária e transparente.

AVANTE SERVIDORES DA EDUCAÇÃO, SOMOS TODOS EDUCADORES!

Diretoria Sindspen-MT!

Comentários









COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.